Inconveniente tecnologia

A tecnologia invadiu as nossas vidas. Não pediu licença. Simplesmente chegou e foi tomando nosso espaço. Nos tornamos escravos dela e por mais que tentamos, é quase impossivel viver sem a mesma. Mas algumas coisas poderiam continuar como eram. Muito do que existia, deveria manter sua essência. Seria primordial para a nossa satisfação. Viveriamos mais, e com certeza melhor.
.
Há algum tempo venho notando uma mudança na atitude das pessoas quando estou em algum show. Não importa se o mesmo seja de rock ou rap, pagode ou samba. Celulares e câmeras fotográficas estão cada vez mais acessíveis e invadiram esse tipo de evento. Sou suspeito em falar sobre shows, já que certamente é o meu lazer preferido. Gosto dessa coisa de ver alguém se apresentando, tocando. Cantando as canções que poderiam muito bem terem sido escritas por mim, já que dizem tanto sobre a minha (e a nossa) vida. Mas não é todo mundo que pensa assim.
Muitos preferem registrar o evento. Gravar ou fotografar. Não são profissionais que foram deslocados para aquele propósito. São anônimos que pagaram ingresso para ver o show. São centenas de pessoas em frente ao palco querendo tirar um “retrato” da banda preferida. Na grande maioria dos casos, são fotos com qualidade baixa, visto que celulares e câmeras amadoras, por mais modernas que possam ser, ainda não conseguem chegar perto das profissionais. Fora o ato de fotografar, que não simplesmente apertar um botão. É preciso técnica, observação. Ficou banal o ato de fotografar ou gravar um pequeno video e compartilhar na internet. Com qualidade tão ruim, acho difícil alguém ver aquilo com alguma satisfação.

A minha irritação se deve ao fato das pessoas quererem registrar um momento que elas deixaram passar. Não sentem a música que está sendo tocada, já que se preocupam em ajustar o foco da câmera. Não se envolvem, não dançam ao som da música preferida, já que querem a qualquer custo um registro daquele momento. Pra quê? Não entendo essa “tara” por registrar o que não se sente. O que nunca mais vai voltar. Do que vale ter uma fotografia se na sua memória aquele momento não foi registrado como deveria?

A tecnologia está aí. Qualquer um pode fazer o uso que bem entender dela, mas acho que existem limites. Existem situações que uma lembrança vale muito mais do que um vídeo tosco no computador. Existem situações que são bem melhores quando são vividas. Existem momentos que só se tornam verdadeiros quando são gravados na sua cabeça, e não vai ser uma formatação qualquer que vai tirar isso de você. Os discos rígidos podem se apagar, mas a sua memória não.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s