Cineminha sacana!

Por Leandro “Lemão” Lourenço
.

Responda rápido: qual o melhor lugar para levar aquela gatinha que você está a fim de dar uns “pegas”? Pensou no cinema, não pensou? Sabia!
.
O cinema há algum tempo é referência para quem quer dar uma de garanhão. Virou uma espécie de abatedouro do sexo feminino, e as mulheres sabem disso. Nenhuma aceita um convite desses sem saber que vai ser agarrada naquela sala escura. Quando não quer, não aceita. Tem uns caras que nem de filme gostam, mas quando pensam em chamar aquela companheira de trabalho pra sair (que na verdade é um pretexto pra estender a noite), convidam pro cinema.
.
Deve ser por isso que os filmes sempre fazem sucesso. Só se for muito ruim, ou se de repente for muito violento. Mulher não quer assistir filme do Van Dame ou do Stallone, na maioria dos casos (mas deve ter mulher que gosta. Mas se gostar, pode assustar o cara). E olha que o cinema nem é tão barato assim. É um investimento que precisa valer a pena.
.
Mas o cinema faz a diferença. Até aquele cara que não curte muito filme, sabe que o cinema impressiona a fêmea. Ela vai achar que ele é inteligente, gosta de programas tranqüilos e de estar de mãos dadas com ela. Praticamente o homem perfeito. Ele certamente gostaria de estar em outro lugar, talvez num pagodão, mas isso seria demais e poderia espantar sua “presa”. Elas querem homem pra casar, não querem?
.
E o cinema é bom também para aquele que não gosta muito de falar, ou que até gosta, mas não sente muita confiança em suas próprias palavras, com medo de falar merda. Ali o silêncio é uma obrigação, e se não rolar uns beijinhos, pelo menos não precisa ficar argumentando. Um fora é bem pior num bar. Aliás, dificilmente o camarada vai tomar um fora no cinema. Pode apostar.
.
Na fila do cinema é fácil identificar esses indivíduos. O homem está sempre com sorriso no rosto, tentando impressionar pela simpatia. Ela, por sua vez, está sempre tensa. Tem medo que alguém a veja ali, na fila do cinema, com um cara até então estranho. Vai que alguém vê e conta pra mamãe. Aí é problema pra explicar.
.
Mas no geral, cinema é isso mesmo. É bom, e quando não temos nada melhor pra fazer, é o que nos resta. Sempre bom pra dar uma relembrada, até por que reativa a memória de tudo o que você já viveu ali. E é uma pena não ter mais os lanterninhas, já que naquela escuridão, eles eram as únicas testemunhas dos beijos apaixonados (ou não) daquela sala que até hoje nos guarda as mais gratas surpresas.
.
Quem nunca “amou” no cinema, definitivamente não sabe o que é o amor!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s