Voa baratinha, voa!

Homens, principalmente aqueles que um dia foram moldados em academias de ginástica e que trocaram o cérebro por uma azeitona de má qualidade, pensam ter domínio total sobre as mulheres. É evidente que um corpo escultural conta por alguns momentos, mas para as mulheres, isso pode não significar nada quando existe algo mais interessante ou aterrorizante. Uma barata, por exemplo, recebe muito mais atenção do que uma barriga em forma de tanque de lavar roupa.

Ontem fui almoçar com a minha namorada no Iguatemi, um lugar teoricamente de pessoas bem sucedidas (digo “teoricamente” porque eu não sou bem sucedido e estava lá como qualquer outra pessoa), quando de repente uma barata voadora apareceu na praça de alimentação.

Primeiro ela pousou na cabeça de um senhor de idade avançada, e quando as mulheres que o acompanhavam (imagino que seja esposa e filha) perceberam a presença do inseto (?!), o pânico foi geral. Parece que eles já tinham terminado de almoçar, e logo se retiraram, enquanto o inseto foi se esconder embaixo da mesa (coitado).

Na mesa ao lado, outra senhora permaneceu sentada, mas não tirou os olhos um segundo sequer daquela mesa tão ameaçadora que estava próxima. Um pouco mais longe, outras duas mulheres levantaram com suas bandejas e saíram preocupadas. E eu ali, tranqüilo.

Minha namorada não conseguia comer. O tal do medo estava ali, sentado com a gente. “Mas por causa de uma barata?” eu me perguntava em silêncio. Era a pergunta que não tinha resposta. Só tínhamos uma coisa a fazer: mudarmos de mesa também.

Mudamos para outra mesa, bem mais afastada. Ela ficou mais tranqüila, e conseguiu comer. Eu fiquei mais pensativo (não fiquei com medo, é diferente). Será que aquele inseto saiu bem do restaurante que preparou meu almoço?

Era melhor não saber a resposta e terminar de comer logo, antes que aquela barata asquerosa voadora saísse debaixo daquela mesa (maldita).

E poderia passar por ali homens sarados e sem qualquer vestimenta que nenhuma mulher iria reparar. Pelo menos enquanto aquela barata não voasse para lugares mais distantes.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Voa baratinha, voa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s