Sorria emoboy!

Responda com sinceridade: o que você acha dos emos?

Não quero colocar palavras na sua boca, mas tenho quase certeza que o seu comentário não será positivo. Eu também não sou muito adepto desse movimento por vários motivos.

As camisetas e calças coloridas e apertadas nunca fizeram parte do meu guarda-roupa. Além disso, não uso óculos sem lente para parecer descolado. Também não fico tumultuando os lugares, parando na porta impedindo a passagem das outras pessoas. Outros dirão que são todos gays e essas coisas, mas quanto a isso eu não me importo. Mas olhando assim, vendo tantos “defeitos” nessa galera, será que os emos não têm nada de interessante pra nos ensinar?

É claro que ninguém é feito só de defeitos, e com os emos não poderia ser diferente. Os roqueiros e o resto da galera que odeia os emos vão torcer o nariz, falar que eu estou viajando e até vão me xingar, mas os emos tem uma coisa que a grande maioria das pessoas não tem: atitude.

Os emos em geral não estão nem aí pra nada. Não seria pra menos, já que usar essas roupas exige muita falta de noção. Nesse aspecto, eu também acho que os emos demonstram ser sem personalidade, já que procuram ser sempre iguais nas roupas e no penteado, principalmente.

“Tá, tudo bem. Mas como você quer me dizer que os emos não tem personalidade e ainda assim são atitude?”

Repare: qualquer rolê de emo enche de gente. Pode ser um show da bandinha preferida deles ou um simples encontro no shopping. É um tumulto geral. Eles não ficam com frescura em relação a lugar e outras dificuldades. Enquanto os roqueirinhos do novo século reclamam da falta de dinheiro, falta de transporte, lugares afastados e bandas ruins, os emos fazem o rolê acontecer independente disso. Nunca vi nenhum deles reclamando por aí, arrumando desculpas pra ir (ou não) nesse ou naquele lugar. Aliás, reclamação eu só vejo da parte deles quando são chamados de emo, mas isso é um outro assunto.

Tudo bem que o Brasil (ou seria o mundo?) pode sofrer na mão dessa criançada sem personalidade e sem vontade própria, mas é inegável que quando eles querem algo, pelo menos vontade de fazer eles tem.

Que em parte isso sirva de lição pra muita gente. Não quer dizer que você tenha que parar de reclamar todas as vezes que eles pararem na sua frente impedindo sua passagem, mas quando estiver deitado no sofá sem vontade de fazer nada, lembre também que os emos estão lá fora vivendo. Ao modo deles, é claro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s