O liquidado da vez

“Grandes remarcações”; “Saldão de Natal: descontos de até 70%”; “Liquidação total: 50% off em toda a loja”. Essas são algumas das frases feitas que encontramos pelas lojas de Americana e região neste começo de ano.

Para poucos – infelizmente – esse é o grande momento de gastar o 13º salário. Está tudo mais barato, mais acessível, e se você chorar um pouquinho com o vendedor acaba ganhando um desconto ainda mais especial.

Claro que alguns produtos não podem ser deixados pra depois. Não se pode esperar Janeiro para comprar o peru para a ceia de Natal, por exemplo. Mas a maioria dos presentes – excluindo as crianças que ainda acreditam em Papai Noel – podem e devem ser deixados pra depois. Principalmente para os adultos, que costumam reclamar do preço dos brinquedos para as crianças, mas não titubeiam em comprar as últimas novidades da informática e telefonia por preços abusivos.

Essas grandes liquidações, pra mim, não passam de uma grande brincadeira com o consumidor. Sei que o Natal é uma boa época para se vender, e pela demanda ser grande, os preços acabam aumentando. Sei também que em Janeiro as pessoas consomem menos, portanto, os preços tendem a diminuir. Só não consigo entender como uma camiseta, por exemplo, que na semana do Natal custava 100 reais, passa a custar 30 duas semanas depois, sem haver troca de coleção.

Das duas uma: ou os lojistas estão tendo lucros astronômicos e se aproveitando da nossa boa vontade – que na verdade é nosso suado dinheiro – ou estão “queimando” mercadoria nas lojas. Analisando bem, não acreditaria na segunda opção nem por decreto.

Pior é quando você, na semana do Natal, compra um presente e acha que pagou um preço justo pela mercadoria, e vê na semana seguinte o mesmo produto com 70% de desconto. É um bom motivo pra nunca mais entrar naquela loja. É um bom motivo para aquela loja perder mais um cliente.

Pra quem já gastou todo o dinheiro, não tem mais volta. O que se pode fazer é evitar de voltar na loja em que você deixou seu suado dinheiro. Pelo menos assim você não vai ver que o que você comprou já está desvalorizado, se sentindo um idiota olhando para aquela vitrine sorridente, que insiste em divulgar o Saldão de Natal.

Anúncios

Um pensamento sobre “O liquidado da vez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s