O mal que faz falar mal

Um dos ensinamentos básicos da publicidade diz que uma mensagem, quando repetida inúmeras vezes, acaba se incorporando naquele universo de pessoas e costumes, ficando assim gravada e influenciando futuras atitudes – positivas ou negativas. É bobagem acreditar que uma mentira possa virar uma verdade incontestável apenas pela insistência, mas não é uma atitude inteligente ignorar os poderes de uma mensagem muito bem difundida.

Isso não acontece apenas com a publicidade de produtos ou idéias. E não acontece apenas em indivíduos mentalmente mal preparados. Todos nós estamos sujeitos à esses poderes da comunicação, e quando menos se espera, estamos agindo contra nossos antigos princípios e de acordo com as leis estabelecidas naquele espaço de tempo.

Tenho notado que em certas pessoas, o ato de falar mal de alguém ou de alguma coisa tem um poder muito grande. Entendo que o senso crítico é importante para todos nós, e todos devemos julgar até para que o amadurecimento pessoal venha com mais rapidez. Mas o julgamento deve ser feito em coisas que fazem parte do nosso universo, e que influenciam na nossa maneira de ser. Deixe de lado, pelo menos aqui, críticas que não acrescentam nada e que não tem o poder de alterar seu caminho de vida.

Noto que pessoas que falam demais de outros cidadãos, julgando de forma negativa suas atitudes pessoais, familiares ou profissionais, acabam, mesmo que sem querer, incorporando tudo isso para si, num exercício de auto-destruição. Falam que fulano é isso ou aquilo, que age assim ou assado, e quando menos se espera, estão agindo da mesma forma. E o pior de tudo é que sem se dar conta disso, o que deixa a situação ainda mais preocupante.

Isso não é uma crítica, tão pouco um julgamento. É apenas uma constatação, e como para bom entendedor meia palavra basta, que sirva de alerta. Vamos falar bem, ressaltar as qualidades e não apenas cuspir defeitos. Vai fazer um bem danado, principalmente pra quem se atreve a abrir a boca e também para quem deixa o ouvido dando bobeira por aí.

Anúncios

4 pensamentos sobre “O mal que faz falar mal

  1. Rá… Analise vc sua própria consciência… O que mais vejo no teu blog é vc mesmo metendo bala e desta maneira prejudicando pessoas com a sua forma reacionária de ver as coisas! Se liga, vacilão, contraditório!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s