Importadores de piadas portuguesas

Parece piada, mas não é. Em 2004, o Sporting Club de Portugal – time de futebol -, construiu um novo estádio para mandar seus jogos. Um estádio moderno e que foi usado na Eurocopa de 2004, disputada naquele país. O problema é que os engenheiros/arquitetos erraram, fazendo com que o estádio tivesse inúmeros “pontos cegos”, que são cadeiras em que os torcedores não conseguem ver o campo todo. Para “resolver” o problema, fizeram destas cadeiras locais exclusivos para deficientes visuais, já que dali seria difícil assistir o jogo normalmente. Aí você vem e fala que isso é óbvio, já que todo português é burro. E tudo virou piada, claro.

Mas o Brasil não ficou atrás – deve ter ficado com inveja – e importou o problema lusitano, 8 anos depois. No novo Estádio Independência, em Belo Horizonte, dos aproximados 25 mil lugares disponíveis, 6 mil são pontos cegos. Como ali eles ficaram constrangidos em destinar esse pedaço enorme das arquibancadas para os deficientes visuais, colocaram esses ingressos à venda pela metade do preço. Nada mais justo, já que você paga meio ingresso pra ver só meio jogo.

Esse é o país que vai sediar a próxima copa. E só pra constar, esse estádio de Minas Gerais ultrapassou em mais de 200% o orçamento inicial, feito com dinheiro da população. E você aí, espertão que é, achando que só os portugueses é que são burros.

Anúncios

Um pensamento sobre “Importadores de piadas portuguesas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s