Sobre crack, programas esportivos e outras drogas

Perco uma parte considerável do meu tempo assistindo programas esportivos na TV. Nada contra os profissionais que estudaram, que se dedicam à isso como uma forma de ganhar sua grana, mas pra mim não dá mais.

São sempre as mesmas conversas, as mesmas repetições. Dificilmente muda alguma coisa de um dia pro outro e convenhamos que é um saco ficar ouvindo pessoas comentando de um jogo que você viu com os próprios olhos. Conversas que não acrescentam nem no meu papo de bar, com os amigos que torcem para os rivais. Aliás, faz muito tempo que não discuto futebol numa mesa de bar.

Mas isso é como droga. Atinge em cheio o viciado, que no fundo sabe que aquilo não vai resolver problema nenhum mas que está lá, firme e forte. Deve ser por isso que todos os dias eu, mesmo sabendo do mal que isso me faz, sintonizo minha TV e fico hipnotizado vendo vários caras falando sobre futebol. Começo a achar que o babaca não são eles, mas eu. As mulheres certamente vão concordar comigo.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Sobre crack, programas esportivos e outras drogas

  1. é faz tempo que você nao sai com os amigos….. falta de tempo? ou esqueceu msm? ahahahaahahha
    mesmo assim é nois e ninguem dissolve!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s