O amor de mãe que o Governo tem por nós

Primeiro foi o cigarro. Até aí eu concordo, porque a fumaça incomoda quem não fuma e nada mais justo do que restringir esse hábito em locais fechados. Mas o mundo está ficando chato demais, cheio de regrinhas idiotas feitas por meio dúzia de ladrões que vivem vida de rei com nosso dinheiro.

Ouvi dizer agora que os “entendidos” vão proibir cantina escolar de vender bala e salgadinho, e pasmem, até vinagrete de feira livre. Como comer pastel na feira sem vinagrete?

O que o Governo tem a ver com a minha e a sua vida? Se eu sou gordo ou não, o problema é meu. Às vezes o Estado é mais chato que muita mãe por aí, que pega no pé dos filhos por pura diversão. E eu estou ficando cada vez mais parecido com os adolescentes revoltados dos anos 90. Mas ainda assim acho que tenho razão.

Anúncios

Um pensamento sobre “O amor de mãe que o Governo tem por nós

  1. O problema é que eles querem menos pessoas doentes “dando” prejuízo com a saúde pública. Um exemplo, os “custos médico-hospitalares médios de 76 vítimas de acidentes de trânsito internadas, atendidas de 23/07 a 23/08/2001 no HCFMU-SP” foram de R$ 38.417,53 e pro governo (Fonte: IPEA). (É baseado em acidentes de trânsito, mas toda internação gera custo social, econômico e etc..). Então, diferente do amor e a preocupação de mãe, a grande preocupação do Governo com o dinheiro dos caixas um, dois… três. rsrs…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s