Colligere

“É fácil confundir silêncio com aceitação…”

Quando o Rodrigo empunhava aquele microfone para cantar o nosso hino eu arrepiava. Não sei, nunca fui otimista – e isso não quer dizer que eu seja pessimista -, mas sabia que aquelas palavras não seriam em vão. Embora eu achasse que demoraria muito, desconfiava que algo aconteceria. E aconteceu.

Às vezes a gente cansa, e essas coisas não acontecem de um dia pro outro. Vai acumulando, como num potinho plástico. São tantas coisas sendo colocadas ali, tantas frustrações, tristezas e fracassos, que inevitavelmente um dia o potinho transborda. E aí só nos resta sair catando o que se espalha pelo chão desesperadamente.

Quem vem de fora sempre tem a solução. “Isso é tão fácil de resolver: compre um novo “potinho”, é tão fácil encontrar…”. Mas a simplicidade passa longe nessas horas.

Ninguém sabe exatamente pra onde está marchando e nem porque grita. São tantos sintomas, tanta coisa preza na garganta que só o fato de gritar muitas vezes já serve para um alívio imediato. Que o grito ao menos abafe o julgamento.

Agora chega porque o Rodrigo errou a letra e teremos que repassar o som. Nem sempre o grito sai do jeito que a gente quer. Mas sai e as pessoas ouvem.

pedro juan gutierrez cuba protestos são paulo passei livre manifestação vandalismo políticos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s